Recente

The Witcher, o novo bruxo da Netflix



Se você quer ir além da série da Netflix, então deve saber que o mundo de Geralt de Rívia, Yennefer Ciri não nasceu dos jogos, mas sim dos livros.







Sei que muita gente, assim como eu, achou que a série seria uma adaptação da trilogia dos jogos da CD Projekt RED, que é onde The Witcher tinha maior força de consumo na atualidade, até então. E com certeza, foram os jogos que popularizaram a ótima qualidade das histórias da saga de Geralt, Yennefer e Ciri. Mas é considerada uma série de televisão de drama e fantasia criada em adaptação por Lauren Schmidt Hissrich (Demolidor, The Umbrella Academy etc) para a Netflix.
A série tem seu eixo em torno do trio principal, que mantém a história funcionando e é formado pelo brilhantismo do elenco em que protagonizam o ator britânico Henry Cavill (Geralt), a atriz britânica Anya Chalotra (Yennefer) e a atriz britânica Freya Allan (Ciri).


A saga The Witcher teve início em pequenos contos que foram escritos pelo polonês Andrzej Sapkowski, que por sua vez, deu início as histórias só para participar de um concurso literário. Embora não tenha ganhado o concurso, Andrzej conseguiu um feito muito maior. Conquistou o interesse do público leitor que por sua vez permitiu que as aventuras de Geralt de Rívia ganhassem o mundo em quadrinhos, cinema, televisão, tabuleiros, jogos de mesa, jogos de cartas e, principalmente, videogames. Sabia que antes da Netflix The Witcher ganhou filme e série de TV ? Mas isso já é uma outra história.


Sinopse

Geral de Rívia, um cassador de monstros mutantes viaja ao encontro de seu destino e encontrar seu lugar em um mundo onde as pessoas provam com frequência serem mais perversas que as besta. Com seu visual de longos cabelos brancos e força sobre humana, destaca-se quanto sua habilidade de luta com espadas e no uso da magia.
GeraldYennefer e Ciri formam então, um grupo com habilidades especiais que resolve encarar a difícil missão de combater as criaturas mais perigosas do planeta.
Duas espadas, uma de prata, uma de ferro; uma para criaturas e outra para homens. Ambas são para monstros. (The Witcher 3)




Cena de The Witcher da Netflix


Entenda a sequência histórica

O primeiro livro de The Witcher é um grande compilado das pequenas histórias escritas por Andrzej Sapkowsk: “O Último Desejo” (2011), logo em seguida vem “A Espada do destino” (2012), “O Sangue dos Elfos” (2013), “Tempo do desprezo” (2014), “Batismo de Fogo” (2015), “A Torre da Andorinha” (2016), e também “A Senhora dos Lagos” (2017). em 2019 foi seu último lançamento “Tempo de Tempestade” (2019). […Ufa…]
Não sabemos se será assim com a série. É bom lembrar que os jogos se passam depois dos acontecimentos dos livros, porém não têm a menor intenção de serem canônicos. Embora The Witcher, a série da Netflix tenha escolhido um excelente modo de adaptar a história, sem se afastar muito da narrativa dos livros, a leitura dos mesmos é fundamental para garantir experiência com profundidade.




Cena de The Witcher da Netflix

Esculpido em carrara

Não poderia haver escolha melhor. Nada mais, nada menos que o Homem de Aço, ou melhor, Henry Cavill para incorporar o papel de Gerald de Rívia, personagem este que protagoniza a saga. Além de se parecer muito com o personagem fictício, o bruxo Gerald (“esculpido em carrara” ou “cuspido e escarrado” você escolhe), Henry Cavill também é um grande consumidor da franquia sendo fã dos jogos e dos livros.



Comparação


Segunda temporada antecipada?

A Netflix disponibilizou a tão aguardada primeira temporada de The Witcher, a série que conquistou os assinantes, de tal modo que após “maratonar“, já procuraram saber quando The Witcher ganhará 2° temporada na Netflix.
Em entrevista, a criadora Lauren Schmidt Hissrich, declarou que “a segunda temporada de The Witcher será muito mais fácil de criar e produzir”. Os fãs já estão teorizando sobre a hipótese de uma antecipação da mesma, que está previsto apenas para 2021. O que realmente se sabe é que assim como a primeira temporada, a segunda terá 8 episódios, e como confirmado em alguns sites, começa sua produção em 17 de Fevereiro.
Lauren Schmidt Hissrich mostrou otimismo com a renovação antes mesmo da estreia.
“Eu fico muito feliz com a renovação antecipada, antes mesmo dos fãs assistirem a temporada, a Netflix confiou em nosso trabalho. Os fãs podem ter certeza que, voltaremos para contar novas histórias de Geralt, Yennefer e Ciri, e mostrar com eficiência todos o grande trabalho de nossa equipe”.


O que tem lá que chama a atenção?

Clima de Game Of Thrones, cara de Senhor dos Anéis, seres mitológicos, magia, usurpação, malícia, trapaça, elfos de outra dimensão e uma língua própria. Metadílios, dríades, lobisomens e vampiros surgiram depois do evento mágico conhecido como a Conjunção das Esferas. Todos esses elementos parecem fazer parte do que compõe a história de ficção da Netflix que além de não perder em nada para almas histórias mais clássicas, sai na frente da maioria contemporânea.
Muito embora a saga receba o nome de O Bruxo (em tradução livre), não deixa de apresentar personagens femininas fortes, independentes e decididas. Duas delas protagonizam junto ao bruxo (Yennefer e Ciri) e sem as mesmas a história não seria o que é. E mesmo aquelas que não continuam, apresentam grande relevância e interesse para a série, como por exemplo Tissaia de Vries, mentora de Yennefer.
Como ponto positivo também, a série deixa exposta, em certa medida, a sexualização, que não subtrai em momento algum as mulheres e que as mantêm em pé de igualdade com os homens, como tem que ser. Em suma, a série merece o respaldo que está tendo por parte da mídia e tem absolutamente tudo para continuar a garantir sucesso no futuro. Tem muito mais a ser dito sobre The Witcher. Enquanto não fazemos outra postagem… obrigado Netflix.



Galeria



E você já assistiu? Curtiu?

O que achou da produção da Netflix?

Conta aí!

About The Geek Brazil

The Geek Brazil
Recomendado × +

16 comentários:

  1. Eu comecei a ver a série mas realmente achei-a meia confusa! Talvez porque nunca li o livro. Mas vou dar uma oportunidade. 😃

    Https://flylikeaballerina.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá... Você não vai se arrepender em dar uma oportunidade.

      A primeira temporada foi confusa porque contaram as três histórias dos protagonistas mesmo em tempos separados. Mas acredito que como já juntaram as histórias, agora o desfecho será diferente.

      Valeu

      Excluir
  2. Netflix realmente faz ótimos filmes e séries com alguns que deixam a desejar de vez em quando claro rs

    ResponderExcluir
  3. oi!
    Eu comecei a assistir The Witcher recentemente :D e estou adorando é uma historia maravilhosa..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joana. Se quiser, aqui tem mais conteúdo de The Witcher :D

      Excluir
  4. Eu assisti e gostei tanto que estou escutando os livros agora.

    ResponderExcluir
  5. Olha mais uma opção de serie para eu poder ver! Nunca tinha prestado atenção nessa serie.

    Bjoks e valeu a dica! Nani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nani, você vai curtir... Dá um chance... Aposto que vai maratonar.

      Bjoks

      Excluir
  6. Não conhecia essa série, mas acho que o meu namorado costuma ver 😅 não é bem o que eu gosto de assistir mas fiquei curiosa com a história
    Um beijinho **

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas, Como assim???

      Então essa é a oportunidade perfeita para passar um tempinho a mais com crush e ainda matar a curiosidade.

      Um beijinho **

      Excluir
  7. É eu comi The Witcher em um dia. O Jogo é incrível e eu só não li o livro ainda, porque não comprei, porém irei comprar em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meus parabéns!

      Você é determinada hein Paula?!

      Você sabia que The Witcher já foi adaptado na Polônia?

      Se quiser, veja aqui:
      https://thegeek-brazil.blogspot.com/2020/01/the-witcher-ja-foi-adaptado-na-polonia.html

      Excluir
  8. Acredita que eu comecei assistir essa serie, mas parei no primeiro episodio, n curti mt n

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, é uma pena Ingrid. Seu estilo pode ser outro, só assista se curtir. Abç

      Excluir